Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

The art of living

18
Jul20

Somos todos borboletas

Mafalda

It has been said that something as small as the flutter of a butterfly's wing can ultimately cause a typhoon halfway around the world 

                                                         - The Chaos Theory

Somos todos borboletas, com corações pulsantes de energia e ideias e boas intenções e com asas que batem continuamente em busca de uma maneira de as concretizar. Vivemos com medo, aterrorizados de não sermos lembrados, aterrorizados pelo fim, mas, tal como pequenas borboletas não vemos os furacões que causamos no mundo. 

Navegamos a vida ignorantes do efeito que as nossas ações causaram sem sabermos que por simplesmente existirmos já fizemos ondas no universo e derrotamos todas as probabilidades.

E se, conseguíssemos ver a nossa história através de um filme que podemos puxar para trás perceberíamos que todas as pessoas que conhecemos, todas as noite que passamos a pé e todas as nossas más decisões nos levaram até ao sítio onde estamos hoje. E, subtilmente, como o batimento das asas de uma borboleta, tudo isso levou-nos também aos melhores dias da nossa vida. Aos por-do-sol que vimos derreter numa tela multicolor que se funde com o mar, às gargalhadas que enchem o nosso peito de calor e felicidade, às noites passadas em família em frente à lareira.

Somos todos pequenas e ignorantes de borboletas e que bonito isso é!

22
Jun20

A entropia crescente do universo

Mafalda

Entropia - medida da desordem de um sistema. Desordem ou imprevisibilidade

 

Entropia é a minha palavra favorita, descobria no meio dos meus livros aos 10 anos, procurei o seu significado nos dicionários poeirentos do meu avô, e, desde aí nunca mais a larguei.

Segundo as leis da física, a todos os momentos, o universo caminha em direcção a uma entropia crescente. Parece um paradoxo, toda a ordem em que vivemos no meio da desordem do universo. 

Por vezes (muitas vezes, se vou ser honesta) pergunto-me se não somos apenas um mecanismo do universo para a aumentar a desordem, com todo o caos que existe no mundo, esta teoria parece credível. De vez em quando, enquanto contemplo o céu nocturno penso nas guerras, no ódio, na fome, na morte... Quando me sinto particularmente pessimista o meu ser olha para cima e vê as explosões das super-novas, em vez do brilho das estrelas.

No entanto, se os seres humanos existissem somente para aumentar o caos do universo, onde ser encaixaria o amor? A bondade? A amizade e a paz, o nascer do sol e as gargalhadas com amigos?

E se, em vez de reduzidos a um mecanismo para aumentar o caos do universo, somos seres que existem para o contrariar? Seres que nasceram para trazer a ordem, mas que por vezes se desviam no caminho, quando a entropia fala mais alto, e se somos seres que existem para lutar contra ela? Contra a entropia crescente que existe no universo e que por vezes forma a ordem como consequência do seu caos.

Hoje decidi lutar contra a entropia. Não ganhei (e não sei se algum dia as leis da física me deixarão ganhar), mas soube bem, durante um dia pensar que sou importante o suficiente, para o Universo ter de lutar contra mim.

 

photo-1470813740244-df37b8c1edcb.jfif

 

 

 

 

08
Jun20

Às vezes é assim

Mafalda

Não tenho estado por aqui, não tenho tido tempo para escrever, e, embora seja uma coisa terapeutica para mim, não tenho tido também capacidade mental para o fazer.

Às vezes há semanas assim, em que a vida nos dá luta, em que custa fazer as coisas, em que a produtividade está nos mínimos (mesmo quando precisamos que esteja nos máximos), em que é díficil.

Acho que muitos de nós têm um problema em falar sobre quando não é tudo arco-íris e unicórnios, não sei se é o medo de sermos julgados pela nossa falta de "força" ou se é porque não queremos admitir que afinal são somos super-heroís, mas sim humanos, de carne e osso e todas as limitações que vêem com isso.

Embora tenha sido uma semana díficil (com muito trabalho e pouco tempo de descanso) sinto-me feliz, porque, no meio de todas as minhas dificuldades consegui cumprir objectivos, sobrevivi, e, estou já pronta a dar luta à vida caso ela me volte a incomodar.

Ser humano não é fácil, às vezes é assim, mas prometo que sobrevivemos sempre no final!

johnson-wang-iI4sR_nkkbc-unsplash.jpg

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

classicos-mrec

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Por aqui lê-se

Links

  •  
  • Arquivo

      1. 2021
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2020
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2019
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2018
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D

    Em destaque no SAPO Blogs
    pub